Roteiros de produção, entenda a sua importância para a sua indústria

No dinâmico e competitivo mundo industrial de hoje, os roteiros de produção desempenham um papel vital na otimização dos processos de fabricação.

Estes roteiros são, fundamentalmente, o guia detalhado que orienta cada etapa da produção de um item, desde a matéria-prima até o produto final. Esses roteiros não apenas instruem, mas também impulsionam a excelência operacional, convertendo complexas operações de produção em processos de alta precisão e produtividade.

Roteiros de produção e BOM: sinergia vital na manufatura

Os roteiros de produção são documentos ou planos essenciais na manufatura, detalhando cada passo envolvido na fabricação de um produto. Eles funcionam como um guia prático, orientando a equipe de produção sobre como transformar matérias-primas e componentes em produtos acabados. Esses roteiros especificam os procedimentos, máquinas, ferramentas e tempos necessários em cada etapa do processo, assegurando uma produção eficiente e padronizada.

A relação entre os roteiros de produção e a Bill of Materials (BOM), ou Lista de Materiais, é intrínseca e vital. A BOM é uma lista abrangente que detalha todos os materiais, componentes e subconjuntos necessários para construir um produto. Funciona como uma receita, mostrando o que é necessário, enquanto o roteiro de produção descreve como esses ingredientes serão usados e transformados no produto final.

Essencialmente, a BOM define os “o quês” da produção – os materiais e componentes necessários – e o roteiro de produção explica os “comos” – as etapas, procedimentos e recursos envolvidos na transformação desses materiais em um produto acabado. Juntos, eles fornecem uma visão completa do processo de produção, desde a concepção inicial até a conclusão do produto.

Por exemplo, se um produto requer um componente específico, a BOM listará este item, suas especificações e quantidades necessárias. O roteiro de produção, por outro lado, indicará em que etapa o componente será utilizado, como deve ser instalado ou montado, quais máquinas serão necessárias para essa etapa, quanto tempo o processo deverá levar e quais são os parâmetros de qualidade a serem observados.

Essa interconexão entre BOM e roteiros de produção é crucial para a eficiência operacional, pois garante que todos os recursos necessários estejam disponíveis no momento certo e que cada etapa da produção seja realizada de acordo com os padrões de qualidade e eficiência pré-definidos.

Adaptação dos roteiros em diferentes plantas

Empresas que operam com mais de uma planta produtiva frequentemente enfrentam a necessidade de adaptar seus roteiros de produção para cada local específico. Essa necessidade surge principalmente devido às diferenças no maquinário e nos recursos disponíveis em cada unidade. Mesmo que o produto final seja o mesmo, o processo para chegar a esse resultado pode variar significativamente de uma planta para outra.

Por exemplo, uma planta pode possuir máquinas mais modernas ou automatizadas, permitindo processos de produção mais rápidos ou com maior precisão. Por outro lado, outra planta pode utilizar equipamentos mais antigos ou de diferentes fornecedores, que exigem ajustes nos procedimentos ou no uso de ferramentas específicas.

Isso implica que, embora o objetivo final seja produzir o mesmo item, os roteiros de produção precisam ser personalizados para cada ambiente, levando em consideração as capacidades e limitações de cada planta.

LEIA TAMBÉM:   Digitalização na manufatura: além da automação

Essa variação nos roteiros de produção é fundamental para garantir que cada planta opere com a máxima eficiência, adequando-se à sua configuração específica de equipamentos e recursos. Isso também permite uma maior flexibilidade e adaptabilidade nas operações de produção, assegurando que a empresa possa responder de maneira eficaz a desafios ou mudanças nas demandas do mercado, aproveitando as forças de cada planta.

Elementos dos Roteiros de Produção:

Após a etapa de engenharia do produto, onde a Bill of Materials (BOM) é criada, surge um novo desafio: a elaboração dos roteiros de produção. Esses roteiros, desenvolvidos pela engenharia de processos, são compostos por vários elementos chave que garantem a eficiência e a eficácia do processo de fabricação. Vamos detalhar cada um desses elementos:

  1. Máquinas: Este elemento refere-se ao tipo específico de maquinário necessário em cada etapa do processo de produção. Os roteiros detalham quais máquinas são usadas, suas configurações e como devem ser operadas. A escolha do maquinário adequado é fundamental para garantir a qualidade do produto e a eficiência da produção.
  2. Tempos: Os roteiros também especificam o tempo necessário para cada etapa do processo de produção. Isso inclui não apenas o tempo de operação das máquinas, mas também o tempo de preparação, mudança e manutenção. A gestão eficiente do tempo é essencial para otimizar o fluxo de trabalho e cumprir os prazos de entrega.
  3. Ferramental: Este aspecto dos roteiros detalha as ferramentas necessárias para a produção. Isso pode variar desde ferramentas manuais simples até dispositivos de automação complexos. O uso correto do ferramental é vital para garantir a precisão e a qualidade do produto acabado.
  4. Sequência de Operações: Os roteiros descrevem a ordem exata em que as diferentes operações devem ser realizadas. Esta sequência é projetada para maximizar a eficiência, considerando também a manipulação de produtos intermediários e a disponibilidade do maquinário. A organização eficaz da sequência de operações é essencial para assegurar um fluxo de trabalho contínuo, sem atrasos desnecessários.
  5. Parâmetros de Qualidade: Cada etapa do processo de produção incluída no roteiro tem parâmetros de qualidade associados. Estes parâmetros garantem que cada componente do produto atenda aos padrões de qualidade necessários.
  6. Instruções Específicas: Além dos elementos acima, os roteiros de produção podem incluir instruções específicas relacionadas a práticas de segurança, manipulação de materiais ou outros requisitos especiais.

Roteiros de Produção e o Sequenciamento com o Opcenter APS: Otimizando a Eficiência

A importância dos roteiros de produção se estende significativamente ao sequenciamento da programação de produção, especialmente quando integrados com sistemas avançados como o Opcenter Advanced Planning and Scheduling (APS) da Siemens. Esta integração é um passo fundamental para alcançar uma eficiência inigualável no chão de fábrica.

O Opcenter APS é uma solução sofisticada que ajuda as empresas a planejar, programar e executar suas operações de produção com o máximo de eficiência. Ao integrar os roteiros de produção com o Opcenter APS, as empresas podem otimizar o uso de seus recursos de produção, reduzir o tempo de inatividade e melhorar a taxa de entrega pontual. Este sistema considera uma variedade de variáveis e restrições, como a disponibilidade de máquinas, materiais, mão de obra e a capacidade de produção, para criar um plano de produção que seja tanto viável quanto eficiente.

LEIA TAMBÉM:   Posicionamento do MRPII em uma Estrutura de Planejamento de produção em Lote

A utilização de roteiros de produção detalhados no Opcenter APS permite um sequenciamento preciso das atividades de produção. Isso é essencial para assegurar que os processos ocorram na ordem correta e que os recursos necessários estejam disponíveis no momento certo. Por exemplo, se uma etapa do roteiro de produção requer o uso de uma máquina específica, o Opcenter APS pode programar essa etapa para quando a máquina estiver disponível, evitando conflitos de sequenciamento e atrasos desnecessários.

Além disso, conforme discutido em nosso artigo do PLM ao APS, a integração desses sistemas com os roteiros de produção oferece uma visão abrangente e holística do processo produtivo. Isso permite um planejamento mais eficiente e uma melhor adaptação às mudanças, seja em design de produto, demanda do mercado ou disponibilidade de recursos.

Os roteiros de produção desempenham um papel vital no sequenciamento da programação de produção no Opcenter APS. Eles não só garantem que cada etapa da produção seja realizada da maneira mais eficiente possível, mas também permitem uma integração fluida com outros sistemas essenciais. Esta integração aprimora a capacidade de uma empresa de responder rapidamente às mudanças, mantendo ao mesmo tempo a qualidade e a eficiência em todas as etapas da produção.

APS3 e Siemens: Inovando a Produção Industrial

Para empresas que buscam aprimorar ainda mais seus processos de produção, a APS3 surge como um parceiro estratégico da Siemens, especializado no diagnóstico e implementação do APS. Com a expertise da APS3, as organizações podem otimizar seus roteiros de produção e BOM, integrando-os eficientemente com soluções de ponta como o Siemens Opcenter APS. Esta parceria garante não apenas a implementação de tecnologias avançadas, mas também um suporte personalizado e eficaz para atender às necessidades específicas de cada empresa.

Convidamos você a explorar as possibilidades que a APS3 e a Siemens podem oferecer. Acesse o site da APS3 para descobrir como podemos auxiliar na transformação dos seus processos de produção.

Além disso, aproveite a oportunidade de experimentar o Siemens Opcenter APS com um trial gratuito de 30 dias, disponível aqui. Essa é a chance de vivenciar como as soluções avançadas podem impulsionar a eficiência e a produtividade na sua operação industrial.

Gostou do nosso post? Compartilhe em suas redes sociais!

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp
Telegram
Email
Print

Simplificando a Digitalização

Siga-nos em nosso LinkedIn
Contatos